As rainhas do supermercado

supermercado

Bruce Springsteen sabe das coisas. Sempre cantou histórias de gente como a gente, com anseios e sentimentos dos mais diversos tipos. Entende o cidadão americano como ninguém e é responsável por canções brilhantes como “Thunder Road” e “Born To Run”, que fazem parte da lista de músicas que eu gostaria de ter composto. Mas não é só de ânsia de liberdade que The Boss fala. Afinal de contas, um homem precisa de muito mais que isso. Precisa deixar aflorar amor e desejo. “La pasión”, como dizem os hispânicos. E foi para fazer valer essa necessidade que Springsteen compôs uma das faixas de Working On A Dream, seu álbum recém-lançado. “Queen Of The Supermarket” é uma ode a um tipo de mulher que já despertou os instintos animais de todo homem: as belezas suburbanas.

 Comecemos a análise da parte para o todo. Nesta aprazível canção, Bruce escancara tudo o que sente por uma operadora de caixa de supermercado. Ele romantiza situações e sentimentos que podem parecer banais ou inexplicáveis. Transforma em poesia a paixão de um macho rústico. “O jeito que ela se mexe atrás da caixa registradora / por trás daquele avental branco ela esconde segredos / enquanto ela empacota os mantimentos, seus olhos parecem tão entediados / e certos de que ela não está sendo notada”.

 Quem nunca olhou com olhos “springsteenianos” para uma mulher como essa? Ou para uma vendedora de mercearia? Uma frentista? O trabalho duro e desqualificado quase sempre funciona como uma tapadeira para belezas impressionantes. Os cabelos ficam ensebados e desgrenhados. A pele, oleosa. O olhar, tristonho. O semblante, cansado. Afinal de contas, não é fácil morar e trabalhar em pontos extremos da cidade e pegar dois ônibus para voltar pra casa depois do serviço. Quem consegue sobreviver a tudo isso merece diariamente a faixa de Miss Brasil, muito mais que a Natália Guimarães.

 Esse tipo de atração nasce junto com os homens. Quem nunca sentiu, quando guri, vontade de agarrar a empregada de casa? Isso se não a agarrou de fato. Oh, domésticas, responsáveis pelo despunhetamento de tantos adolescentes… Que nos deleitavam ao sair do banheiro de serviço só de toalha ou quando as surpreendíamos só de calcinha no quarto dos fundos…

 O exemplo mais recente que vivi foi no passado, na última vez que fui a Montevidéu. Eu estava andando numa praça quando encontrei uma princesa que vendia pastéis. Cabelos cor de amêndoa, pele sardenta, olhos verdes-esmeralda. Parei, embasbacado, para admirar aquela hermosa chica, que deveria carregar quitutes recheados de céu, sem cheiro de óleo quente, mas com o aroma de jasmins em flor. Tive vontade de trazê-la para o Brasil, dar-lhe um banho demorado e assinar-lhe a carteira de trabalho. Profissão? “Esposa”. Mas como ia dar muito trabalho no departamento de migrações, desisti da ideia.

 Sabiamente, a teledramaturgia brasileira nos brinda com personagens como Babalu (“Quatro Por Quatro”) e Rakelli (“Beleza Pura”) e ajuda a perpetuar essa paixonite de todo homem. Um sentimento tão puro, humano, singelo e, às vezes, incondicional, como cantou a Graforréia Xilarmônica em “Empregada”: “tanto faz se ela for pro interior / eu vou atrás, sempre atrás do seu calor”. Rainhas do supermercado, sintam-se todas coroadas por nós.

Anúncios

4 pensamentos sobre “As rainhas do supermercado

  1. haahah, a empregada da vizinha sempre foi o florescer das minhas manhãs. Com 12 anos me causou calos na mão. Com 13, bebi umas para ter coragem de baixar nela e trazê-la para casa, já qu meus velhos voltariam apenas a noite. Resultado: coma alcoólico.

  2. eu me apaixonei platonicamente pelo cara da banca de jornal em floripa e por um japones que trabalhava dando informaçoes no metrô. te entendo bem, irmão…

  3. Entendo perfeitamente o que o senhor quis dizer, da unica vez que fui a Curitiba, me deparei com uma pipoqueira muito muito gata…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s