Os percalços do cinema boleiro

Encaremos os fatos: historicamente o futebol não emplaca no cinema, nem em quantidade, nem em qualidade. O volume de filmes sobre o esporte mais popular do mundo não chega perto do que já foi produzido sobre outras modalidades. Boxe, futebol americano, beisebol, automobilismo luta livre… todos foram muito mais filmados que nosso querido ludopédio. Também não há nenhuma película futebolística que tenha sido aclamada pela crítica ou premiada em festivais. Enquanto isso, o Oscar já premiou/indicou Touro Indomável, Menina de Ouro, Invictus, Rocky, Seabiscuit e muitos outros.

É difícil entender o motivo desse relativo fracasso do futebol nas telonas. Talvez seja mais complicado filmar cenas de jogo ou traduzir o espírito do futebol para o mercado americano, que ainda é o mais importante do mundo (mercadologicamente falando) e tem dezenas de outros esportes à frente do futebol no ranking de preferência. O fato é que as poucas tentativas de cineastas dos Estados Unidos no universo boleiro foram mal sucedidas. A sorte é que outros países com mais futebol no DNA compensam essa lacuna.

Para ajudar você a transitar pela filmografia dedicada à arte FUTBOLERA, Vidas Sonoras preparou uma de suas desocupadas listinhas. São cinebiografias, ficções e filmes baseados em histórias reais que representam muito bem nosso esporte favorito.

1. Montevidéu, o Sonho da Copa


Indicação da Sérvia para o Oscar de filme estrangeiro em 2012. Mostra as divertidas e novelescas histórias da formação da seleção da Iugoslávia para a Copa do Mundo de 1930. Jogadores recrutados em times de bairro, amizades fortalecidas em brigas na rua e em desventuras amorosas são só alguns dos episódios. O filme tem como protagonistas Aleksandar Tirnanic, o Tirke, e Blagoje Marjanovic, o Mosha, que formam aquela que talvez seja a mais lendária dupla do futebol iugoslavo/sérvio/eslavo de todos os tempos.

2. O Milagre de Berna

Mais uma película que romanceia uma história real ligada à Copa do Mundo. Neste caso, a de 1954 e o quase épico título da seleção alemã ocidental. O filme conta a história de uma família cujo patriarca retorna ao lar depois de 11 anos como prisioneiro de guerra dos soviéticos. No meio de desentendimentos e tentativas de retomar uma relação familiar decente, vem à tona a amizade entre o filho mais novo e Helmut Rahn, um dos jogadores da seleção alemã. A reconstituição da final da Copa, entre Alemanha e Hungria, é uma das mais belas cenas de futebol já feitas pelo cinema.

3. A Bola da Vez

Ainda no esquema das Copas do Mundo, esse filme se passa em 1966, durante o Mundial da Inglaterra. Um menino judeu de 12 anos está tenso por dois motivos: a Copa do Mundo e a proximidade de seu bar mitzvah. Para piorar as coisas, a cerimônia é marcada para o dia da decisão do Mundial, entre Inglaterra e Alemanha. Não é dos melhores filmes, mas é engraçadinho.

4. Maldito Futebol Clube


É meu favorito entre todos os filmes sobre futebol que já vi. Conta a história de Brian Clough, um verborrágico e arrogante técnico que se tornou uma lenda no futebol inglês nos anos 70 e 80 ao levar clubes modestos como o Derby County e o Nottingham Forest a importantes títulos. A película foca nos anos em que Clough treinou o Leeds United, substituindo seu desafeto Don Revie, que havia sido contratado pela seleção inglesa. Brigas de egos, boicotes e rivalidades inconsequentes marcaram essa passagem e são exploradas brilhantemente no filme. Atuação impecável de Michael Sheen como Clough, com destaque para a cena que reproduz um programa de TV em que Clough e Revie quase saíram no tapa.


5. Fuga para a Vitória

Provavelmente o mais clássico de todos os filmes de futebol. É uma ficção que reúne um elenco com Michael Caine, Sylvester Stallone e Pelé (!?!) e trata de um grupo de prisioneiros de guerra que é desafiado pelos alemães nazistas para uma partida de futebol em pleno campo de concentração. O técnico do time dos prisioneiros (Caine) é um ex-jogador de futebol e leva o jogo extremamente a sério. Enquanto isso, uma parte dos jogadores planeja uma fuga para o momento em que a bola estiver rolando. Se você nunca imaginou que Stallone pudesse ter seus momentos de Taffarel no cinema, esse filme é pra você.

6. À Procura de Eric

Este é outro dos meus favoritos. Drama criativo e comovente sobre Eric, um carteiro inglês fanático pelo Manchester United. Ao longo da vida, sofreu vários ataques de síndrome do pânico e, num deles, abandonou a então jovem esposa e uma filha pequena. Ferrado e querendo se redimir, Eric acaba encontrando apoio em um xará famoso: o eterno ídolo do Manchester, Eric Cantona. O ex-atacante francês aparece em visões do carteiro como uma espécie de Grilo Falante, com conselhos que o ajudam a retomar uma vida mais decente.


7. Estrela Solitária

Melhor cinebiografia de futebol que já vi. Inspirado no livro homônimo de Ruy Castro, o filme conta a vida de Garrincha e suas histórias folclóricas, picantes e trágicas. André Gonçalves não é dos meus atores prediletos, mas conseguiu encarnar fielmente o Mané, principalmente na fase da decadência pós-alcoolismo. A Elza Soares de Taís Araújo às vezes soa caricata demais, mas conseguiu reproduzir o amor e a devoção que a cantora tinha por Garrincha.

Anúncios

Um pensamento sobre “Os percalços do cinema boleiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s