Hora da faxina

fo-andrewwk

Um dos meus grandes sonhos de vida sempre foi escrever compulsivamente sem compromisso. Sentar na frente do computador e desembestar a soltar ideias calculadamente geniais. Passar uma viagem de avião rabiscando um texto pra passa-lo a limpo quando chegasse em casa. Entupir os leitores de feeds alheios com devaneios supostamente engraçados.

Se eu não consegui cumprir esse desejo ultimamente, não foi por falta de tempo, já que não foram muito longos os períodos entulhados de trabalho nos últimos três anos. Também não foi por ausência de inspiração. Se uma temporada fora do país e uma mudança de cidade não renderem assunto suficiente, melhor desistir desde já.

Tenho as manias feias da autocensura e do perfeccionismo. Se não acho o texto bom o bastante, engraçado o suficiente, brilhante como os de alguns amigos linkados aí no menu lateral, ele fica inacabado ou engavetado. Isso quando a ideia não é abortada antes mesmo da fecundação. Se conhecer muita gente que escreve bem tem uma desvantagem, é essa.

Mas, ao mesmo tempo, percebi que deixar esse blog empoeirado era injusto demais. Por causa dele, fiz algumas amizades e aborreci um monte de gente. Extravasei, tirei onda, caguei regra, desabafei e paguei de piadista. Tudo por uma boa causa, juro. E se tô aqui dando satisfação, é porque vocês provavelmente vão ter que aturar minhas velhas opiniões formadas sobre tudo com um pouco mais de assiduidade. Desde já, sinto muito.

Anúncios

Um pensamento sobre “Hora da faxina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s